|
|

Conheça os diferentes estágios de maturidade de uma empresa

As modalidades mais conhecidas envolvem fundos de private equity e venture capital, assim como outras formas de financiamento.

Compartilhe

Entender os diferentes estágios de maturidade pelos quais as empresas podem passar tem grande importância para quem deseja explorar investimentos em capital privado. As modalidades mais conhecidas, que envolvem fundos de private equity e venture capital.

Assim como outras formas de financiamento, como investidores anjo, crowdfunding, fusões e aquisições, entre outros, se desenvolvem a partir desses estágios distintos, moldando suas estratégias e abordagens de acordo com as necessidades e oportunidades apresentadas em cada fase do ciclo de vida das companhias.

Aprenda agora as diferentes fases de maturidade: 

  1. Fase inicial
  2. Fase de crescimento
  3. Fase de maturidade 
  4. Fase de renovação
  • Fase inicial

O primeiro estágio, consiste na idealização e no primeiro contato do empreendimento com o mercado. Nessa fase – que possui maior foco em pesquisa e desenvolvimento – se mostra essencial que a empresa conheça o segmento de atuação e seus competidores, bem como estruture seu business plan de forma realista. Assim, a companhia deve compreender seu posicionamento e obter a convicção de que seu produto ou serviço realmente possui espaço para crescimento e irá agregar valor ao mercado.

Continue lendo:

Normalmente, essa fase exige uma necessidade de resiliência maior quando comparada às seguintes. Isso porque, em um estágio ainda incipiente, não é raro que a empresa tenha que fazer alterações e melhorias em sua estratégia para que a ideia seja de fato validada pelo mercado. 

  • Fase de crescimento 

Após uma evolução constante, onde as metas planejadas são atingidas e já existe um modelo de negócios sólido, a empresa pode se planejar para a fase de expansão. Nesse estágio, com um financeiro saudável, a companhia pode começar a contratar mais funcionários, investir em marketing e branding para impulsionar a consolidação no mercado, e até mesmo mudar para um local de trabalho maior, se necessário. 

Pode te interessar:

Cabe destacar que, nessa fase, é de extrema importância que o empreendedor seja capaz de equilibrar os gastos necessários para uma expansão com os recursos disponíveis. Dessa forma, a empresa consegue crescer de forma saudável e estruturada, e não terá problemas mais graves de caixa no futuro. 

  • Fase de maturidade 

Após muitos anos de atuação no mercado, a empresa poderá atingir a fase de maturidade. Nela, a companhia já funciona de forma estável, possui um posicionamento forte no mercado e uma base de clientes consolidada. Dessa forma, a empresa é capaz de expandir de forma segura seu portfólio de produtos para o mesmo ou outros mercados, bem como pode estruturar uma fusão/aquisição estratégica para se manter à frente dos competidores e novos players da indústria.

  • Fase de renovação ou declínio

Em um mundo hipotético, tudo mais constante, a empresa poderia estagnar na fase de maturidade para sempre. No entanto, devido às mudanças intrínsecas à sociedade – como entrada de novos competidores e de novas tecnologias no mercado, mudanças nas preferências do consumidor, entre outros –, a fase de declínio é quase inevitável para a grande maioria dos negócios. 

Se aprofunde no tema:

Nesse estágio, o empreendedor pode escolher vender a empresa ou reinvestir na mesma. Escolhida a última opção, buscando a resiliência e a adaptação para as recentes demandas do mercado, provavelmente o negócio entrará na fase de renovação e poderá voltar a prosperar.

Crie já sua carteira administrada e comece a investir no mercado privado

Publicado por Equipe DXA Invest.

Agradecemos pelo interesse! Entraremos em contato em breve.
Não foi possível enviar! Por favor, tente novamente.
PT