|
|

A melhor maneira de começar a investir em private equity

Com a democratização do mercado privado no Brasil, ter acesso ao private equity e venture capital ficou mais fácil e prático.

Compartilhe

Começar a investir em private equity requer cautela, conhecimento e orientação. Com a democratização do mercado privado no Brasil, ter acesso a esses tipos de ativo ficou mais fácil e prático.

A busca por rendimentos exponenciais através dessa modalidade pode ser feita de algumas formas, a depender da preferência do investidor. 

Acompanhe abaixo conteúdos sobre o investimento em capital privado que te ajudarão:

  1. Entenda o básico 
  2. Diversifique de forma inteligente
  3. Consulte um especialista 
  4. Analise seu perfil de risco 
  • Entenda o básico 

O private equity nada mais é do que uma forma de investir fora da bolsa, no mercado privado, em empresas maduras e mais consolidadas em seus setores. 

Seu principal objetivo é dar suporte na expansão dessas companhias em um prazo médio ou longo, visando bons rendimentos.

Blogs que podem ser úteis para você:

Cenário atual: o Brasil recebeu R$ 6,47 bilhões em investimentos de private equity e venture capital, entre abril e junho deste ano. 

É possível investir em private equity através de um fundo do mesmo ou de forma direta.

  • Diversifique de forma inteligente

Grande aliado na gestão de riscos de um portfólio por sua baixa volatilidade – quando comparado à bolsa de valores – o private equity pode trazer um importante equilíbrio para o patrimônio, se diversificado com outros ativos que se encaixem na estratégia adotada.

Leia também: 

Essa diversificação com ativos privados traz resiliência a eventos negativos da economia, entregando uma compensação de perdas e, por consequência, torna a carteira mais estável. 

As estatísticas não mentem: de acordo com a consultoria britânica Preqin, o private equity e venture capital podem alcançar o patamar de US$11,12 trilhões em ativos sob gestão até 2026. 

  • Consulte um especialista 

Contar com a orientação de especialistas para investir no mercado de privados é um diferencial. 

No caso da DXA Invest, por exemplo, é dado um suporte completo durante todo o processo de investimento. A primeira gestora fintech de private equity e venture capital do Brasil tem uma equipe com mais de 20 anos de experiência para atender seus clientes. 

Essa vantagem permite que o processo seja feito com mais tranquilidade e qualidade, sempre respeitando a autonomia do investidor. 

  • Analise seu perfil de risco 

Mesmo que a perspectiva de retornos expressivos em private equity no longo prazo seja atraente, é essencial ficar atento aos riscos desses tipos de investimentos. 

Pode te interessar: 

Um dos principais desafios é a falta de liquidez, uma vez que essas opções de investimento frequentemente exigem prazos longos, prendendo o dinheiro investido por um período considerável.

Analisar o perfil de investidor e ter a certeza de que o private equity é a opção ideal para o portfólio precisa fazer parte da estratégia. 

Invista em private equity 

Publicado por Equipe DXA Invest.

Agradecemos pelo interesse! Entraremos em contato em breve.
Não foi possível enviar! Por favor, tente novamente.
PT